quinta-feira, 30 de junho de 2011

Contos de fadas

Percebi que contos de fadas não existem, a não ser em livros infantis. O mundo em que vivemos é bem diferente do que pensei.
Não sei de onde tirei a ideia de que tinha encontrado meu príncipe encantado, que ele estava aqui para tirar-me da tristeza que me consome. Ele não era um príncipe, era o vilão da história, que levou com ele meu coração e a felicidade que me restava.
Agora, tenho certeza de que o amor não existe mais. Hoje as pessoas falam "eu te amo"como se fosse uma frase idiota, como se não representasse nada para alguns. O amor virou apenas uma palavra sem significado algum.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Vida boa

Até parece que minha vida é boa. Até parece que minha vida é um mar de rosas, que não sinto dor, que não estou nem aí para nada. 
No domingo (26) vi a pessoa que amo com outra garota. A sensação que tive foi que minha vida iria acabar naquele momento. Sei que pareço uma idiota por gostar tanto do Q (ex-namorado) em tão pouco tempo, ficamos juntos por apenas 2 meses, mas não existe tempo certo para o amor florescer (essa última frase ficou muito brega).
Todos ficam me perguntando o por que de eu está sempre triste, quando conto o que aconteceu, todos me chamam de idiota e mandam eu criar vergonha na cara. Queria entender o motivo das pessoas falarem isso. Essas pessoas nunca amaram? Essas pessoas se decepcionaram em relação ao amor? Só queria entender isso e também queria que me entendessem.
Fico confusa quando alguém diz que o Q ainda gosta de mim, mas se ele gosta, por que ele não me perdoa? Quando o vi com outra garota achei que iria morrer, comecei a chorar sem nem perceber e comecei a mutilar meus braços e já fazia tempo que eu não tinha vontade de fazer isso, mas naquele momento surgiu a necessidade de fazer. O que me faz sofrer mais é que eu tenho que vê-lo todos os dias na escola e isso faz-me desejar a morte.