sábado, 24 de dezembro de 2011

Por que?

Por que será que na maioria das vezes não conseguimos esquecer um amor? Mesmo tendo se machucado, mesmo tendo que que colher os pedaços depois não temos o bom senso de esquecer. Isso magoa o coração de quem ama ás vezes o destrói, mas não podemos esquecer, ou será que não queremos? Fica a dúvida, a pergunta que não tem resposta. Posso ser mesquinha por escrever isso , mas a verdade é que não amamos quem nos ama, amamos quem nos maltrata e maltratamos quem nos ama. Esse é o dilema de todas as pessoas.
Por que tudo não passa de uma mentira? A maioria das pessoas acham que o amor é como nos filmes, o príncipe encantado vai aparecer sabe-se lá de onde e vai se apaixonar instantaneamente. Agora eu vou desiludir muita gente, isso não existe, é apenas uma jogada de marketing para vender cada vez mais produto deles. Tô ficando a cada dia mais amarga e um pouco contraditória, mas cansei das pessoas ficarem enchendo minha paciência dizendo que encontraram seu príncipe encantado. Príncipes não existem, na verdade exitem mas não no Brasil, e amor a primeira vista muito menos.
Quando se vê uma pessoa a primeira vez o que atrai é o físico, você primeiro olha pra "casca" do outro e simplesmente tem uma atração, que é bem diferente do amor. Passamos a amar outra pessoa depois de algum tempo junto procurando saber suas qualidades e seus defeitos e gostar de cada um deles, não é apenas querer ficar por causa da beleza exterior, é muito mais que isso, é um sentimento inexplicável que não sei como o ser humano é capaz de sentir uma coisa assim.
O amor não é feito de coisinha bonitinhas, não é como as babaquices das comédias românticas e coisinhas de "vampiros". Ele é uma coisa que te deixa feliz, mas não em todas as horas do dia. Deixa com uma sensação agradável, mas mesmo assim tem momentos que não temos paciência de olhar para a pessoa amada. O amor supera tudo, é paciente e bondoso, não espera nada em troca, por isso é tão bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário